O Sndicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos informou nesta quinta-feira (1º) ter feito acordo com a direção da General Motors para a contratação de 200 funcionários para atuar em duas novas linhas de usinagem de motores a diesel para a picape S10 que serão abertas na unidade.  
O contrato dos novos funcionários será inicialmente por um ano, a partir de janeiro.
O objetivo é atender ao aumento das exportações do modelo para Argentina e México, além do mercado interno. A direção da GM limitou-se a confirmar a contratação, sem dar detalhes.
Em assembleia realizada também nesta quinta, os trabalhadores da fábrica, que emprega atualmente 5 mil pessoas, aprovaram o acordo, que implica em redução do piso salarial para novos contratos de R$ 2,3 mil para R$ 2 mil.
Segundo o presidente do sindicato, Antônio Ferreira de Barros, este é o terceiro acordo negociado com a GM neste ano, totalizando cerca de mil novos postos, a maioria temporários, no complexo que também produz o utilitário-esportivo Trailblazer e transmissões.
"Esta notícia vem num momento em que o País passa por uma grave crise. Por isso, a abertura de novas linhas em São José dos Campos traz boas expectativas para toda a região", disse Barros, em nota.
Neste ano, até outubro, as montadoras demitiram 6,8 mil funcionários e atualmente empregam 123,7 mil pessoas, segundo dados da Associação Nacional do Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea). Números atualizados serão divulgados pela entidade na próxima terça-feira. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.
Fonte: Meon