IPT faz mapeamento das áreas de risco em nove cidades do Vale

quinta-feira, 20 de novembro de 2014

Na cidade de Canas, área de risco médio de deslizamento foi identificada.  (Foto: Marcelo Gramani / IPT)Em  Canas, uma área de risco médio de deslizamento foi identificada. (Foto: Marcelo Gramani / IPT)












O Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) realiza a partir deste mês um mapeamento de áreas de risco em cinco cidades do Vale do Paraíba: Arapei, Canas, Igaratá e Lagoinha. Serão avaliadas áreas de risco de deslizamentos e inundações em nove cidades da região até 2015.
Os técnicos vão coletar dados e imagens para abastecer o banco de dados da Defesa Civil, orgão que gerencia essas áreas consideradas de risco em São Paulo. O relatório do IPT prevê informações como a descrição das áreas e a quantidade de imóveis e pessoas em risco. O material deve conter ainda de sugestões de intervenção para eliminar ou minimizar esses riscos.
Esta é a terceira fase de um projeto de mapeamento de áreas de alto e muito alto risco. O primeiro contrato foi assinado em novembro de 2012 para o trabalho em 31 cidades; e o segundo foi assinado em outubro de 2013 para 16 cidades paulistas. São José dos Campos, Taubaté e Jacareí, maiores cidades da região, já receberam as visitas dos técnicos em anos anteriores.
Nesta nova etapa, as primeiras visitas foram feitas em Arapeí e Canas nessa segunda-feira (17). Nesta terça-feira (18), o trabalho é feito Lagoinha e na próxima semana, os pesquisadores dever ir a Igaratá.
Todos os dados coletados pelos técnicos do IPT serão ainda estudados para definir o nível de risco das áreas mapeadas nas 42 cidades que serão visitadas, que podem ser classificadas como de alto e muito alto risco a deslizamentos e inundações. Os relatórios devem ser entregues às cidades até julho de 2015.
Fonte: G1
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial
 
Copyright © 2015. Portal Lagoinha | De Lagoinha para o Mundo.
Design by Herdiansyah Hamzah. Published by Mais Template.
Creative Commons License