G1 - Episódios de Chaves citam Taubaté e Pinda na versão dublada da série

domingo, 30 de novembro de 2014


Moradores do Vale do Paraíba podem se sentir "prestigiados" de alguma forma com a versão dublada do seriado "Chaves", criado pelo humorista mexicano Roberto Gómez Bolaños, que morreu nesta sexta-feira (28) no México. Duas cidades da região, Taubaté e Pindamonhangaba, são alvo de brincadeiras em episódios disponíveis no canal oficial da atração no Youtube.

Um deles cita Taubaté na cena em que o personagem Seu Madruga oferece um tecido considerado de luxo ao Seu BARRIGA, como forma de pagamento do aluguel. O dono da vila, então questiona a qualidade e origem da peça. “Aqui diz ‘made in Taubaté’”, afirma o personagem. O inquilino então se justifica: “Na Inglaterra estão falsificando as casimiras de Taubaté”, se explica. O episódio é conhecido como “A Casimira de Taubaté” ou “Piquenique no Pátio”.

Além de Taubaté, também há referência a Pindamonhangaba no episódio conhecido como “Ser professor é padecer no inferno”. No capítulo, o personagem Quico protagoniza um diálogo com Professor Girafales durante uma aula de história.


“Ninguém sabe quem foi o adversário dos inconfidentes?”, pergunta o professor aos alunos, na adaptação que remete a Inconfidência Mineira. Quico então, chuta as alternativas sem sucesso. “Foi o Santos? O Palmeiras? O Grêmio? O Olaria? O Pindamonhangabense?”. Juntos, os dois episódios na internet contam com mais de 350 mil visualizações em canais e fóruns oficiais da série, que é exibida no Brasil desde a década de 1980.

Linguagem

Para a jornalista Andreia Eugênio, de 28 anos, autora de uma dissertação sobre as características e narrativa de Chaves, o sucesso do programa se deve a linguagem simples e atemporal. "Ele retrata situações muito reais e acho que esse foi um dos motivos para ter perdurado. Tudo tem a ver com as coisas que a gente vive, como a pobreza na América Latina", disse.


A jornalista também acredita que o enredo procura passar valores por meio das histórias entre os personagens, abordando caráter, educação e até mesmo os atritos vividos entre os personagens. "As próprias cenas de 'violência' são reflexo de uma situação de conflito, imposta pela sociedade", avalia Andreia.



Fonte: G1
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial
 
Copyright © 2015. Portal Lagoinha | De Lagoinha para o Mundo.
Design by Herdiansyah Hamzah. Published by Mais Template.
Creative Commons License