O Vale: Na região, ranking do Idesp reprova 17 cidades

quinta-feira, 18 de abril de 2013


 Saída de alunos de escola estadual de São José; aumentou o número de cidades da região abaixo da média de SP no Idesp
Rogério Marques/05mar2013
Para especialistas em educação, faltam critérios claros aos estudantes para definir quais são os objetivos  do ensino médio 
JULIO CODAZZI
PAULA MARIA PRADO

SÃO JOSÉ DOS CAMPOS

Se em 20 11 a região registrou 13 cidades abaixo da média do Idesp (Índice de Desenvolvimento da Educação do Estado de São Paulo), em 2012 a situação piorou 30,7%, passando para 17 cidades cujos indicadores escolares para o ensino médio apresentam problemas.
A média divulgada pela secretaria da Educação do Estado de São Paulo para o ensino médio foi de 1,91, índice melhor do que o registrado em 2011, de 1,78. Ainda assim, cidades como Areias, Cachoeira Paulista e Lorena trazem índices preocupantes. Canas registrou a pior situação, com 1,40 .
Ranking. São José obteve 2,20. Ainda que o índice esteja acima da média, 20 das 48 escolas que possuem ensino médio ficaram abaixo de 1,91. Entre as piores estão a Professora Lourdes Maria de Camargo, no Jardim Imperial, com 1,12, e Professora Ilza Irma Moeller Copio, do bairro dos Freitas, com 1,44. Já Taubaté possui seis escolas abaixo da média do total de 21 escolas estaduais de ensino médio. Em pior situação está a Newton Câmara Leal Barros, com 1,25.

Outro lado. 
Segundo a Secretaria de Educação, serão intensificadas as ações pedagógicas a fim de melhorar o desempenho dos estudantes. A expectativa é que os indicadores melhorem com a ampliação da Avaliação da Aprendizagem em Processo, que visa diagnosticar as dificuldades de aprendizado em língua portuguesa e matemática e agir pontualmente para resolvê-las.

Educação. 
Para Mauro Castilho Gonçalves, pesquisador da História da Educação no Brasil, da Unitau (Universidade de Taubaté), há indefinição dos objetivos do ensino médio.
"É preciso definir conceitualmente para que serve o ensino médio. Assim saberemos qual a pedagogia que deve ser adotada nessa etapa escolar. Consequentemente, terá que ser feita uma mudança curricular e novo treinamento aos professores. Sem isso, não vejo como aumentar esse índice."
Segundo ele, a indefinição desmotiva o aluno. "Ele não sabe para que o ensino médio servirá na sua vida. Acho que o mau resultado se deve à infraestrutura falha. O fato da secretaria apontar os números comprova que as políticas usadas estão fracassadas".

Notas das cidades do Vale do Paraíba no Idesp  

Média de SP: 1,91
Aparecida: 2,49
Arapeí: 2,02
Areias: 1,49
Bananal: 2,02
Caçapava: 1,98
Cachoeira Paulista: 1,54
Campos do Jordão: 1,81
Canas: 1,40
Caraguatatuba: 2,33
Cruzeiro: 1,81
Cunha: 2,13
Guaratinguetá: 1,83
Igaratá: 2,24
Ilhabela: 1,83
Jacareí: 1,95
Jambeiro: 1,80
Lagoinha: 2,84
Lavrinhas: 1,26
Lorena: 1,57
Monteiro Lobato: 1,64
Natividade da Serra: 2,10
Paraibuna: 2,03
Pindamonhangaba: 2,27
Piquete: 1,75
Potim: 1,64
Queluz: 2,10
Redenção da Serra: 1,70
Roseira: 2,08
Santa Branca: 1,91
Santo Antônio do Pinhal: 2,38
São Bento do Sapucaí: 1,88
São José do Barreiro: 2,39
São José dos Campos: 2,20
São Luis do Paraitinga: 2,84
São Sebastião: 1,90
Silveiras: 2,58
Taubaté: 2,24
Tremembé: 2,30
Ubatuba: 1,89
Fonte: O Vale
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial
 
Copyright © 2015. Portal Lagoinha | De Lagoinha para o Mundo.
Design by Herdiansyah Hamzah. Published by Mais Template.
Creative Commons License