Exército realiza Exercício de grande porte em Lorena

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Do dia 24 de outubro ao dia 3 de novembro, o Exército estará na região de Lorena para o Exercício Agulhas Negras – Operação Quebra-Cangalha II, que envolverá cerca de quatro mil militares de várias unidades do Brasil. Trata-se de um exercício de defesa territorial, onde um País Fictício invadiria o território brasileiro e precisasse ser expulso.
Os militares que participarão do exercício realizarão manobras como travessia de curso d’água, infiltração aeromóvel (envio de tropas para reconhecimento com helicópteros), assalto aeromóvel (ataque de tropas com apoio de helicópteros), suprimento aeromóvel e aeroterrestre, marcha para o combate, ataque a uma posição sumariamente organizada, ataque de pára-quedistas, entre outras.
Estarão presentes na simulação militares da 11ª Brigada de Infantaria Leve, a 12ª Brigada de Infantaria Leve (Aeromóvel), a Brigada de Infantaria Paraquedista, o Comando de Aviação de Exército, a 1ª Brigada de Artilharia Antiaérea, o 12º Grupo de Artilharia de Campanha, o 2º Batalhão de Engenharia de Combate, a 1ª Companhia de Guerra Eletrônica, a Companhia de Defesa Química, Biológica e Nuclear (DQBN), o 6º Grupo Lançador Múltiplo de Foguetes, além de soldados do 2º e 8º Batalhões de Polícia do Exército.


Além de Lorena, o Exercício acontecerá nas cidades Guaratinguetá, Lagoinha, Cachoeira Paulista, Canas e São Luiz do Paraitinga.

Preparação para a Copa do Mundo e Jogos Olímpicos

O Exercício Agulhas Negras reunirá tropas que atuarão durante a Copa do Mundo de 2014 e dos Jogos Olímpicos de 2016 e aproveitarão a oportunidade para treinar. Elas são a Força de Ação Rápida, a DQBN e o Olho de Águia, além do Veículo Aéreo Não Tripulado (VANT).
A Força de Ação Rápida é uma unidade estratégica do Exército Brasileiro, capaz de atuar em qualquer parte do território nacional, de forma rápida e eficiente. Já a DQBN é preparada para combater ataques feitos com armas químicas, biológicas ou nucleares, sendo também capaz de monitorar ameaças e avaliar riscos. O Olho de Águia também estará no Exercício e é composto por um equipamento de monitoramento a grandes altitudes. Por fim, o VANT será empregado novamente, só que desta vez é um novo protótipo, mais operacional, sendo, sendo transportado em mochilas e capaz de ser utilizado em situações adversas.


Fonte: VNews
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial
 
Copyright © 2015. Portal Lagoinha | De Lagoinha para o Mundo.
Design by Herdiansyah Hamzah. Published by Mais Template.
Creative Commons License